Sexo

sábado, 2 de julho de 2016 | às 14:00

..nós já conversamos sobre sexo, mas não desenvolvemos o assunto.

Apesar de eu não concordar com as pessoas que acreditam que o "ficar" é um prenúncio da queda da civilização ocidental; não consigo me ver recomendando isso para minha filha querida. 

"- Se você está com vontade de transar, por que não vai e dorme com aquele rapaz legal que você conheceu no piquenique na semana passada? Ele me pareceu tão inofensivo!"


 Não, não acho que faria isso. 
Claro que isso me alivia em parte [saber com quem e onde], mas se agrava num aspecto [que julgo] ainda mais importante.

"- Apesar de você não estar arriscando uma decepção amorosa em curto prazo, pode estar conduzindo a si mesma para um desapontamento em longo prazo; ou condenando-se a anos de encontros desmoralizantes.

Pode contrair uma doença incurável; se não, fatal. Talvez ainda pior: Desperdiçar a juventude em casos sexuais superficiais e, quando encontrar alguém com quem verdadeiramente decidiu compartilhar sua vida, descobre que não é mais fértil e não pode conceber a criança que você nunca achou que fosse querer e agora deseja mais que tudo."


(O Nascimento do Prazer - Página 69)

0 comentários:

Postar um comentário

Blank