Home » » Sobre Moral e Ética num sentido extra-moral.

Sobre Moral e Ética num sentido extra-moral.

quinta-feira, 23 de junho de 2016 | às 18:35

- ..sua última carta me deixou triste. Como pode você acreditar nessas calúnias?
- Fiquei assustada com você, não achei que meu professor poderia agir como um idiota. Esses anos tem sido duros para você; Sofridos, cheios de privações e de vulnerabilidade... Para mim também foram duros. Eu só vim para cá porque entendo você.
- Sou como uma criança que sonha e não sabe o que faz. Existe coisas que são mais fortes que um simples indivíduo.
- Você não tem amor por Israel? Não ama o seu povo?
- ..e desde quando você leva a sério o que o povo diz sobre mim?


Eu imaginei que um julgamento teria, em si, um só propósito: 

Fazer justiça.

Mas o que vejo são pessoas discutindo 
como homens devem pagar pelos seus atos.

Não se julga o sistema, a história, 
a cultura, e nenhum "ismo" desses aí. 

Apenas a pessoa. 

..o homem insistia em renunciar 
qualquer traço pessoal em sua atitude, 
como se não tivesse sobrado ninguém 
para ser punido (ou perdoado).

Repetidas vezes ele protestava 
dizendo que não fez nada por iniciativa própria; 
que jamais fizera algo premeditadamente 
para o bem ou para o mal.

Isso mostra que o maior mal do mundo 
é o mal perpetrado por ninguém.

Males cometidos por homens, sem qualquer motivo, 
sem convicção (isso é um ponto importante), 
sem "razão malígna", ou intenções demoníacas!

Isso eu chamo de banalidade do mal: 

Seres humanos que se recusam a ser pessoas. 

Não atribuo culpa aos líderes ou aos pais.

Mas talvez haja algo comum entre o pecado e a conveniência.

E é só nesse sentido que talvez pais e líderes poderiam ter agido de forma diferente.

Perguntar isso é importante, pois é um exemplo do tamanho do colapso moral que nos encontramos.

Não só entre os acusadores, mas entre os acusados também.

Tentar entender não é o mesmo que ser conivente ou simplesmente perdoar.

É de responsabilidade de qualquer um que "julga" procurar entender.

A incapacidade de pensar é a incapacidade de fazer juízos. 

["Que tal pensar?"]

Pensar é um dos segredos do tempo. 

O pensar pode nos fazer voltar e nos transformar.

..Arendt,
- Ártemis.
#Oráculo

0 comentários:

Postar um comentário

Blank