• 天の道を往き、全てを分かる男

    O que você está esperando?


    ..com a moto na revisão, fui trabalhar de ônibus. Passei no shopping para comprar dois livros; comprei um café gelado e caminhei até o ponto de parada.

    O calor estava batendo outro recorde no Rio de Janeiro e eu de terno preto andando pelo centro da cidade..

    Esperei por 15 minutos... nada do ônibus chegar. Se eu buscasse uma alternativa à condução que eu aguardara, teria que andar por 10 minutos no sol.

    Findo o tempo de tolerância, decidi encarar a caminhada, foi quando uma senhora acompanhada de um adolescente se aproximou e perguntou:



    - Com licença. O senhor é cristão?


    - Sim, sou.


    - O senhor está esperando alguma benção?


    >> O que eu mais queria naquele momento era que o ônibus viesse, mas o tom de profecia neo-pentecostal da voz/olhos/roupa dela fez meu cérebro ignorar o imediato e começar a buscar algo diferente, algo maior a ser esperado. Mas outro filtro impediu-me, alertando das possíveis "profetadas" (falsas profecias) de muitos que se dizem "ver" alguma coisa.

     Como resolver isso demoraria, busquei uma resposta simples que a deixasse desarmada. <<



    - E então? O senhor está esperando alguma benção?


    - Sempre!


    - Sempre? Sim, mas uma benção especial? Um problema para resolver...


    >> Costumo dizer que eu não tenho problemas; tenho, mas duram de 3 à 5 segundos, por isso não chamo de problemas. Voltei a pensar no ônibus, na minha moto (que faria com que eu não estivesse ali - apesar de não me incomodar com a situação). <<



    - Sim. Estou esperando uma benção.


    - O Senhor Deus manda te dizer que ela está próxima de chegar.



    >> A mulher se foi com o menino e eu comecei a minha caminhada; olhando para trás, já que o ônibus poderia "próximo de chegar". <<




    Enquanto andava, minha mente começou a viajar pensando em bençãos: Oportunidade de estudar uma outra língua, o resultado do ENEM, a 3ª temporada de The Lost Canvas, o perdão do Olimpo, o sorriso de Ártemis, o seminário teológico, o café de Sayuri, as pessoas da minha família, concurso público...



    Vão era o esforço, pois eu não espero nada disso! Sei que essas coisas virão, no momento em que tiverem que vir.


    Já dizia a bela canção flamenca: "Volando voy, volando vengo. Por el camiño yo me entretengo."


    Mesmo se eu não acreditasse em Deus, confiaria nas teorias do "Andar do Bêbado" ou da "Dança de Shiva" e certamente não haveria (e não há) inquietação ou espera por algo.



    Eu encontrei a paz!
    ..e você, o que você está esperando?

     

    Música

    O profeta do Óbvio